Gírias, contrações, palavrões e expressões do inglês falado

Publicado em 16/01/2011 por Gabriel Santos

rapperMuita gente, apesar de morar no Brasil, insiste em só ouvir músicas de outro país, principalmente dos Estados Unidos. Na maioria das vezes, até vicia em algumas delas, porém nem faz ideia do que a letra significa.

Vários brasileiros afirmam, por exemplo, que odeiam funk, aquele estilo de música carioca, mas adoram hip-hop americano, que, em muitos casos, faz apologia às drogas, prostituição, crimes e briga de rua.

Se quiser descobrir o lixo cantado por esses rappers, confira a tradução de algumas músicas que tocavam direto nas rádios, como Lollipop (Lil' Wayne), Baby by me (50 cent), Sexy Bitch (Akon) e Ridin' (Chamillionaire).

Por isso, é interessante conhecer a letra daquela música que você vive ouvindo quase todo dia. O objetivo deste artigo não é criticar estilos musicais, mas mostrar que devemos estar mais atentos ao que ouvimos, pela análise da letra. A seguir, vamos mostrar expressões comuns, contrações e palavrões em inglês,  principalmente em letras de raps, porque são bastante comuns da fala do dia-a-dia.

 

Expressões comuns e contrações informais em inglês

yo: serve para chamar atenção de várias pessoas.

Ex.: Yo! Look at me! = Aí! Olha pra mim!

 

 

what up, what's up, whassup, whazzup: é equivalente a "E aí", ou "Beleza?"

Ex.: What's up, guys = E aí, gente?

OBS: As formas whassup, whasup, whazup, whadup, whaddap, etc são usadas em chats e estão gramaticalmente incorretas.

 

 

damn: pode ser uma exclamação, como "Droga!"

Ex.: Damn. Where's my cell phone? = Caramba! Cadê meu celular?

OBS.: damn também pode ser o verbo danar, ferrar, amaldiçoar.

Ex.: Damn you. I never loved you. = Vá se ferrar. Eu nunca te amei.

 

 

goddamn ou god damn: é a mesma coisa da palavra anterior, mas com ênfase.  Não é bem vista, por ser considerada blasfêmia.

Ex.: Close this goddamn door! = Fecha essa maldita porta!

 

 

shawty, gal, chick, mama, mami, lil' mama: significa gata, gatinha, gatota em geral.

Ex.: Hey, chick, what are you up to? = Oi, gata. Que você tá fazendo?

 

 

boo: é usada pra se referir a alguém com amor, com muito carinho.

Ex.: I'm fallin' in love with you, my boo = Tô apaixonado por você, meu amor.

 

 

 

guy, dude, man: significa cara, rapaz, homem.

Ex.: Hey man. Where have you been? = Ei, cara. Onde você esteve?

 

 

y'all, you all, you's, you'se, you guys, you folks: formas populares de dizer "vocês".

Ex.: I'm already tired of y'all = Já tô cansado de vocês.

OBS.: Y'all é a contração de you all, é usada mais na região sul dos Estados Unidos, como no estado da Flórida.

 

 

e'rybody, e'rythin', e'ryday, anythang, thang, sumtimez: são expressões usadas em letras de rap. Os rappers utilizam esse tipo de contração pra conseguir mais rimas ou melhorar a sonoridade das canções. Ou, mesmo, em alguns casos, só pelo prazer de escrever diferente mesmo.

 

 

ya: o mesmo que you, usado em frases bem informais e/ou pra melhorar a rima.

Ex.: I won't tell ya the truth yet = Ainda não vou te contar a verdade.

 

 

cha: Não é bem uma contração, mas um jeito estiloso de se escrever. Ocorre quando tem-se uma palavra terminada com "t" antes de ya.

Ex.: I want cha now = I want ya now = Eu te quero agora.

Ex.: Gotcha! = I got ya! = Entendi!

Ex.: I letcha go = I let ya go = Eu deixo você ir.

 

 

yo': A palavra lembra nosso primeiro exemplo, mas geralmente tem o som mais fechado. Nesse caso, é a contração de your.

Ex.: You'd never seen in yo' whole life = Você nunca viu em toda a sua vida.

 

 

cho: Assim como cha, é mais um jeito diferente de se escrever. Acontece quando tem-se uma palavra terminada com "t" antes de yo'.

Ex.: I want cho love = I want yo' love = I want your love = Quero seu amor

 

 

 

lemme: contração de let me.

Ex.: Please lemme at peace! = Por favor, me deixa em paz!

 

 

 

I'ma, I'mma, Ima: é uma forma mais rápida de dizer I'm about to ou I'm going to. Usa-se quando você está prestes a fazer algo, um futuro imediato.

Ex.: I'ma sleep right now = Vou dormir agora mesmo

OBS.: É uma forma muito informal e nem pense em utilizar numa entrevista de emprego.

 

 

c'mon: é contração de come on. É como se fosse "vamos lá", "vambora".

Ex.: C'mon. Say what you feel = Vamos, diga o que sente.

 

 

gimme: contração de give me. Ou seja, "me dá", "me dê", "dê-me".

Ex.: Gimme the key = Me dá a chave.

 

 

outta: contração de out of. Isto é, "fora de".

Ex.: Get outta here, you sucker = Cai fora daqui, seu otário.

 

 

'em: também comum no inglês falado, é a contração de them.

Ex.: The blame is on 'em = A culpa é deles

 

 

'er: contração de her.

Ex.: I sent to 'er = Eu mandei pra ela.

 

 

'im: contração de him.

Ex.: I wanna win it before 'im = Quero vencer antes dele.

 

 

 

'fore: contração informe de before.

Ex.: I'll get there 'fore you = Vou chegar lá antes de você.

 

 

ain't: é uma contração multiuso, presente em quase toda letra de rap. Pode significar am not, is not, are not, have not, has not, there is not, there are not. Às vezes é seguida do advérbio de negação no, como forma de ênfase.

Ex.: I ain't got nothing to say = Não tenho nada a dizer.

Ex.: Ain't no person who's able = Não há ninguém capaz.

Ex.: They ain't nice with me = Eles não são legais comigo.

OBS.: possivelmente a palavra ain't é originada de amn't, que se trata de uma contração arcaica de am not. Com o tempo, o uso da gíria perdeu o controle e caiu no gosto popular.

 

 

gotta: contração de have (has) got to, ou mesmo, got to. Funciona como o verbo modal must, isto é, indica dever, necessidade.

Ex.: I gotta get outta here! = Tenho que sair daqui!

Ex.: He's gotta take my buck back = Ele tem que devolver minha grana.

 

 

gonna, gunna, gon': contração de going to. Indica futuro imediato e é normal na fala.

Ex.: I'm gonna buy that netbook = Vou comprar aquele netbook.

Ex.: Never gonna give you up = Nunca vou desistir de você.

Ex.: She gonna tell 'em the reason = Ela vai dizer a elas a razão.

OBS.: Às vezes, é omitido o verbo to be. A forma gon' é um jeito mais rápido de dizer gonna.

 

 

wanna: contração de want to ou want a. Comum também na fala e presente na letra de músicas.

Ex.: I wanna show you who I am = Eu quero te mostrar quem sou eu.

Ex.: In my birthday I wanna new computer = Em meu aniversário eu quero um novo computador.

 

 

tryna: contração de trying to. No sotaque americano, quando você pronuncia trying to bem rápido, soa como tryna. Isso não ocorre com o sotaque britânico, que é mais rígido.

Ex.: I'm tryna download that file = Tô tentando baixar aquele arquivo.

OBS.: Pode parecer estranho, mas é como no português, quando dizemos rápido "tentano" em vez de "tentando". Só que, diferentemente, de nossos hábitos, os rappers fazem questão de explicitar o jeito de se pronunciar uma palavra.

 

 

kinda: contração de kind of. Pode significar "um pouco" ou "tipo de".

Ex.: She's the kinda woman I need = Ela é o tipo de mulher que eu preciso.

Ex.: I'm kinda bored for now = Tô meio chateado agora.

 

 

sorta: contração de sort of. Mesmo significado de kinda.

Ex.: A sorta fairytale = Uma espécie de conto de fadas.

 

 

 

shoulda, coulda, mighta, woulda: contração de should have, could have, might have e would have, respectivamente.

Ex.: You shoulda shown the results = Você deveria ter mostrado os resultados.

Ex.: Peter coulda been better at it = Peter poderia ter sido melhor nisso.

 

 

shouldna, couldna, wouldna: contração de should have not, could have not e would have not, respectivamente.

Ex.: I shouldna done it = Eu não deveria ter feito isso.

OBS.: a contração mightna geralmente é associada a might not.

 

 

hadda: contração de had a ou had to.

Ex.: I hadda solve that issue. = Eu tinha que resolver aquele problema.

Ex.: I hadda feelin' for her but it's over. Eu tinha um sentimento por ela, mas acabou.

 

 

needa: contração de need to.

Ex.: Hey guys, I needa talk to you = Fala aí, gente. Preciso falar com vocês.

 

 

 

Papo firmeyeah, yea, yep, yup, ya: expressões de confirmação ou felicidade. Pode significar "sim" ou "e!" no sentido de aprovação. Em português "sim" é usado em situações um pouco mais formais. Da mesma forma, em inglês, yes é usado pra enfatizar a educação, mostrar mais respeito. O yeah é mais comum na fala do dia-a-dia, sendo que yup é uma forma alternativa, mais recente.

Ex.: Do you like it? Yeah, for sure! = Você gosta? Sim, com certeza!

Ex.: You ready? Yeah = Tá pronto? Tô.

Ex.: This is awesome. Yeah, indeed = Isso é maravilhoso. É, de fato.

 

 

nope, nah: expressões de negação, usadas mais no cotidiano e bem comuns em salas de bate-papo.

Ex.: Have you ever seen a ghost? Nope = Alguma vez você viu um fantasma? Nãooo.

Ex.: There was someone into the cemetery. Nah, bullshit = Tinha alguém no cemitério. Que nada, bobagem.

 

 

'cause, cuz, coz, cus, cos: são contrações de because. Indica causa, razão, motivo.

Ex.: That happened 'cause the light was off = Aquilo aconteceu porque a luz 'tava apagada.

OBS.: O mais certo seria 'cause como contração de because. Mas, devido aos inúmeros sotaques e também por causa lei do esforço mínimo na fala e na escrita, acabaram criando as outras palavras.

 

 

'bout: contração de about.

Ex.: We 'bout to start a new song = Nós estamos quase começando um novo som.

 

 

'round: contração de around.

Ex.: We're present 'round the world = Nós estamos presentes ao redor do mundo.

 

 

an' ou simplesmente 'n': contração de and.

Ex.: Their shop have our CDs 'n' DVDs = A loja deles tem nossos CDs e DVDs.

 

 

lil': forma mais curta de little.

Ex.: What a lil' pet! Where does it come from? = Que animalzinho! De onde veio?

 

 

pho sho: é uma forma excêntrica de se escrever for sure. Quer dizer, "com certeza".

Ex.: I'll be there pho sho = Vou estar lá sem dúvidas.

 

 

da (tha), dat, dis: jeitos alternativos de se escrever the, that e this, respectivamente.

Ex.: She's in da club = Ele está no clube.

Ex.: Dat car is amazing = Aquele carro é da hora.

 

 

thug, gangsta: significa bandido, canalha, assassino. Mas, no mundo do rap, significa rapper, cara que é maneiro, que arrasa, que sai com um monte de mulheres.

Ex.: Just 'cause I'm the thug? = Só por que sou o cara?

 

 

 

Palavrões e palavras ofensivas

palavrãonigga: gíria que se refere a uma pessoa negra, sendo que só pode ser pronunciada por pessoas também negras, senão é considerado preconceito racial. Pode significar "cara", "amigo", "camarada" ou homem em geral.

Ex.: Hey niggas, how you doin'? = E aí, caras, beleza?

Ex.: Those niggas are fucking with me = Aqueles caras estão me sacaneando.

OBS.: Se uma pessoa que não é negra pronunciar essa palavra em ambiente público, é vista com muita hostilidade. Existe ainda a palavra nigger, que tem um caráter mais ofensivo. Ambas são conhecidas como The N-Word para evitar dizer a palavra original.

 

 

bastard, stupid, asshole, idiot, dumbass: Os equivalentes em português são: imbecil, estúpido, babaca, idiota e burro, respectivamente. Ou seja, são palavras usadas para ofender alguém.

Ex.: You stupid. Take your hands outta here = Seu estúpido, tire as mãos daqui.

 

 

shit: merda. Pode se referir a fezes, propriamente ditas, ou pode querer dizer espanto, raiva, admiração, desapontamento.

Ex.: Shit. He's gone = Merda. Ele se foi.

 

 

bullshit: a palavra é equivalente a "conversa fiada", "mentira", "história pra boi dormir".

Ex.: Stop saying this bullshit = Para com essa mentira.

 

 

fag, faggot: significa "gay", "boiola", "viado", "bicha", "homossexual".

Ex.: You're just a fag = Você é simplesmente gay.

 

 

bitch, whore, hoe: mulher que sai com vários homens; vadia.

Ex.: Keep away from my husband, you bitch! = Fique longe do meu marido, vagabunda!

 

 

ass: bunda.

dick, stick, cock: apelidos para o órgão sexual masculino.

pussy, cunt: apelidos para o órgão sexual feminino.

blowjob: apelido para sexo oral; boquete.

fuck: o verbo to fuck é multiuso. Quando a palavra está isolada (interjeição), indica raiva, ira, desapontamento, tédio, desgosto; ou, paradoxalmente, até alegria. Usada como verbo, significa ferrar, danar, destruir, acabar, prejudicar.

 

the fuck: quando usado após um pronome interrogativo, serve para enfatizar a frase.

Ex.: What the fuck is it? = Que merda é essa?

Ex.: Who the fuck are you = Quem é você, cacete?

Ex.: Where the fuck I put my copybook? = Onde será que larguei meu caderno?

 

fucking: quando usado antes de um adjetivo, significa "muito", "à beça".

Ex.: Wow. She's fucking hot = Ela é gostosa pra caramba.

OBS: às vezes se diz motherfucking em vez de fucking, pra enfatizar.

 

fuck off: o mesmo que get off, porém trata-se de um palavrão. Usado quando se quer que alguém ou alguma coisa saia daquele local.

Ex.: Fuck off, bastard! = Cai fora, imbecil!

 

fucking hell: expressão exclamativa equivalente a "p*ta que pariu".

 

fucker, motherfucker, mofo, son of a bitch: expressão depreciativa. Algo como desgraçado, animal, filho da p*ta.

OBS: motherfucker é bastante ofensivo, pois, numa tradução literal, é como se dissesse que alguém transa com a própria mãe.

------------------------------------------------------------------------------

 

Ufa! Quanta palavra, não é mesmo? Como eu tinha dito antes, alguma das contrações são usadas mais como estilo ou até pra que o rapper consiga obter um ritmo mais bacana.

I want youOutras palavras, não estão presentes só em letra de músicas, mas também na fala, no cotidiano das pessoas, como forma de se expressar mais rápido. Porém, é essencial evitar expressões populares em situações formais, principalmente palavras de baixo calão.

Se quiser aprender mais sobre contrações informais e expressões típicas do inglês, acompanhe a letra de músicas. Eu recomendo o site Vagalume.com.br.

Sempre que tiver dúvida em uma expressão nova, consulte o Urban Dictionary e o Wiktionary. Lá você encontra quase toda gíria que imaginar.

112 comentários até o momento.

  1. fernanda disse:

    Gostei do Post! Já pensou em divulgar também no www.plik.com.br ?

  2. Edson disse:

    Cool!!!

  3. weslley disse:

    Não sei como esse rappers americanos fazem sucesso e são milhonarios com umas musicas lixo dessas,e ainda tem brasileiro chupão de gringo que paga pau pra esses caras.

    beyonce,fergie,kesha e katy perry são tão p*** como as mulheres furtas daqui.

    • susuh disse:

      concordo cm vc akela Rihanna faz a maior baixaria no palco e gestos obscenos.

      • adri disse:

        concordo, eu gostava mto tanto de rihanna qnto d beyoncé mas hj não ouço mais elas, sem falar q tanto elas qnto a maioria desses rappers são todos pactuados c o diabo

      • adri disse:

        gente, q musica ridícula de lil Wayne... esse ridículo e nojento....odeio esse car, ainda tem mulheres q tem coragem d escutar esse tipo de musica....

        • Lucas disse:

          Lil Wayne não ofende as mulheres, ele fala da própria vida. As garotas citadas são as garotas das festas que ele participa. Pegue os albuns dele. Ouça Mirror, Mr Carter, Hustler Musik onde elenão fala palavrões. Não se limite a uma música para julgar um todo. Sem cultura e ridículo você

        • Young Nigga disse:

          Nao diga besteira.O cara tem muito mais cultura que funkeros por exemplo.ele lutou pelo sonho.Ouça TODAS as musicas dele.Ouça How To Love.Ouça.

      • adri disse:

        fifty cent é outro nojentoa, exculaxa tanto as mulheres e ainda tem p************* q ainda escuta musicas desses cafetoes imundos

        • Babi =] disse:

          E Rihanna ? Uma das melhores cantoras do mundo. Vai lá "adri", e faz uma música melhor que a dela. Que fez tanto sucesso quanto ela. AFF vocês não são de nada. E Beyonce então? Melhor das melhores, ahhhh.. vtnc. Pacto com o diabo é o cac*te aff !

          • taty disse:

            tambem acho Babi elas sao as melhores..quero e ver algum de vcs fizerem musicas melhores do que elas..e outra como sabe q eles tem um pacto com o diabo? vc esta lá fazendo um pacto também?rsrs..respeito a opiniao de cada um mas um pacto vei vai pra ****

          • gugu disse:

            Taty me prova que deus e que o satã existe, quando conseguir fale mal deles...

          • jo disse:

            gugu me prove que eles também não existem ;)

          • davidy disse:

            Babi eu vi as lestras tradusidas e sao uma m,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

        • Jr disse:

          Sim você parece ser um cara muito critico. Sua opinião já foi dada, não gosta das musicas, ok. Agora ficar insultando quem não conhece.. isso já é demais. E ninguem aqui é o que você diz ser, cada ser humano tem o direito de gostar ou não gostar de algo, todos são diferentes um dos outros no que diz respeito a fazer escolhas da vida ou do que gosta ou não gosta. E acho que cada um tem o direito de escolher isso ou aquilo, e os outros devem respeitar. Você fala mal das pessoas sem um pingo de sensu moral. Aprenda a ser mais educado, olhar os seus erros e deixar os erros dos outros. Você diz que Rihanna, Karry Perry etc etc etc são p***tas, mas já pensou se alguém ti chamar de mal educado, e intrometido e manda você cuidar da sua vida, e olhar primeiro as suas ações pra depois se danar a criticar a dos outros? Bem.. eu acho que você deveria primeiro olhar a si mesmo, e quando você for mais santo que elas ai sim, você vai ter todo o direito de julgar e falar mal dos outros.

          • zipaile disse:

            Esses todos que fazem este tipo de musica nao merecem ser ovacionados porque estes todos nao fazem a musica de coracao mas sim pelo dinheiro. Um dos musicos que canta e encanta que eles ate seguiriam o exemplo dele e o. Anselmo. Ralph um dosmelhorr rapper do mundo que faz o estilo arenby eles ate devem ter aulas com este grande musico.

    • Thiago disse:

      Cara o funk aqui é a msm coisa nao tem muita diferença na letra cantada,mas sim no ritimo ..por isso os americanos sao milhonarios o Estados unidos é um Pais rico e poderoso... por isso os caras Sao de mais..

      • Lucas disse:

        Na verdade muda tudo. Os funkeiros são burros, não rimam só falam baboseiras e um verso troxa...Tipo: blablablabla MEU DEUS COMO É BOM SER VIDA LOUCA blablabla.....

        Fora que lá é rap, ráp é rima é música sobre a própria vida do cantor. Jogos de palavras, filosofias. Você nunca vai encontrar uma música onde ele diz: vai sentando, vai sentando vai sentando.....

    • josefina disse:

      cala boca meu, eles cantam oq eles quiserem. Nao vai se a opinião de vcs que vai muda a musica deles. Voces só sabem julgar, claro, vcs são as pessoas mais puras do universo, que nao falam palavrão, nao são p**, lógico tinha esquecido. Ignorantes, cada um curte oq quiser.

    • Young Nigga disse:

      ta falando sério ?
      ce tem METADE da dignidade que eles tem? da FORÇA DE VONTADE de lutar pelo que deseja?
      nao né?
      entao fica de boa ae !
      tao p*** como a p*rra do seu gosto musical ! Olha bem como fala de nós,cara.
      Westside., T.L.

  4. PoNg PiNg disse:

    Viva a liberdade de expressão.

  5. ramon disse:

    ate as porcarias que vem dos EUA sao melhores que as porcarias do brasil.....

  6. Leo disse:

    excelente post. Quando você falou sobre o ain't, ele não pode ser usado pra substituir have not e has not, só usa-se para substituir is not, am not e are not. Quanto ao fag e faggot, o fag é um chingamento menos ofensivo, faggot é considerado palavrão e na maioria das vezes é censurado. Nigga é considerado uma mega ofensa aos negros vindo dos brancos, e, é como você disse, se um negro chamar o outro de nigga, não tem problema, vai entender né, quando nos chamam de white trash, lightball e afins temos que escutar pq não é preconceito, só nós não podemos dizer nada. Eles parecem que querem impor que há racismo.

    @leomarconi

    • Obrigado, mas o ain't pode, sim, ser usado como contração de has not e have not. Confira mais detalhes em http://en.wikipedia.org/wiki/Ain%27t

    • Young Nigga disse:

      Apenas queremos deixar claro aquilo que fizeram com nós.

  7. Pedro disse:

    RSRSRS é a hipocrisia! na boa... todas as musicas que ouço procuro me enformar da letras. E acho que é isso que muitos deveriam fazer pra saber o que ouvem...

  8. T. disse:

    HAHA' gostei muito da lista.
    Fiquei impressionado, sabia todos os palavrões :D
    Seu blog tem mais matérias assim?
    Abrç

  9. athus disse:

    Eu não me importo com a letra de uma música estrangeira, basta que façam bem aos meus ouvidos.

  10. Will disse:

    Muito informativo esse post. Mas vc querer comparar o Funk com o verdadeiro Rap, ai é sacanagem !!

  11. Caroline disse:

    Obrigada, adorei mesmo, e me ajudou muito. Excelente post =]

  12. Isabella Lima disse:

    Sempre me informo também das letras das músicas, que são um ótimo jeito de aprender outras linguas. O jeito mais fácil acredito

  13. Dermeval disse:

    Muito bom o post! Very Cool!
    Quem fez essa matéria está de parabéns, reúne de forma bem clara diversas expressões e gírias. Fiz questão de ler tudo, várias vezes.

    Em questão de estilo do qual citou logo acima, acredito que o RAP se sobresaia mais do que o Funk: O significado da palavra #RAP é Rhythm And Poetry (Ritmo e Poesia) no mesmo em que FUNK parece muito com o Fuck e significa etimologicamente realmente algo agressivo.
    /Mas enfim... não jugo estilo algum, porque existem letras banais em todos os estilos, até nos mais clássicos, já vi.

  14. disse:

    Muito bom! Parabéns!

  15. Vaninhahhhh Linkin Park disse:

    Oh ! awesome ! *-*
    I loved ! Thx ! *-* U're very good guy!!*-*
    Hugs*-*

  16. Barbara Elora disse:

    Mto boas essas dicas principalmente as fontes sobre onde encontrar outras. Uso mto o urbandictionary. Acho o melhor pra entender girias.

  17. Sarah disse:

    This post is so fucking good!! rs
    ajudou muito a entender melhor a linguagem coloquial, que não aparece nos dicionários.

  18. Sabrina disse:

    Eu uso+ espressoes do dia-a-dia,que agente fala sem pensar e sem nem saber que e um palavrao ou giria!Adorei,D+!
    Ha,alguem pode porfavor me dizer o que sifnifica "fot gad"??????Minha melhor amiga disse isso pra mim!O que e???????

    • susuh disse:

      Sabrina, eu acho q ela quiz te pedir pra esquecer alguma coisa, fot gad soa igual a forget

    • susuh disse:

      o rap começou na década de oitenta como forma de protesto dos negros injustiçados pelo sistema assim como o funk q foi criado para q o pobre de comunidade pudesse se expressar, hj em dia é q confundiram isso e criaram músicas desses estilos só para ficarem famosos e distorceram o q antes se conheciam como voz da periferia, mas na moral: o som do rap é mto maneiro, e eu amo Tupac, notórios big e 50 cent.

  19. Heisenberg disse:

    Muito bom. Bem explicativo. Parabens!

  20. Gilson disse:

    mas realmente há racismo de ambas as partes

  21. Gilson disse:

    fuckin'hell guy dis was great

  22. Karol Rodrigues disse:

    Muito bom mesmo ! so good !!

  23. LETICIA disse:

    .ADOREI .MEU ; ESSE E O MELHOR ASSUNTO MAS INTERESANTE Q EU VI EM MINHA VIDA

  24. rafael disse:

    ajudou pra caramba..no curso eles n ensinam ,mas deveriam, "nóis" paga pra aprender..

  25. Larissa disse:

    Na boa, achei ridícula a foto do eminem. Ele pode falar o palavrão que for, mas tem letras super inteligentes, além de ser um cara de atitude e abordar diferentes temas sociais e políticos em suas músicas. Antes de julgar, pense bem, você nunca disse um palavrão na sua vida? Você nunca falou alguma besteira ou teve alguma conversa idiota? Pois se é isso que você julga ser errado no Eminem, você é no mínimo um grande hipócrita. A não ser que você seja um Santo. Hahaha!

    • A foto do Marshall Bruce Mathers III, também conhecido como Slim Shady ou simplesmente Eminem, foi usada apenas para enfatizar a ideia do rap, visto que ele é um dos principais cantores desse estilo e, também, um dos que gostam de falar palavrões em alto e bom som. Realmente, algumas de suas músicas têm letras marcantes.

      • Young Nigga disse:

        Sabe poorq falar palavrao bem alto ?
        porq algumas pessoas merecem !

    • Young Nigga disse:

      enrola o rabo e senta encima e olha o dos otros né?
      Eminem concerteza nao julga os outros que nem ese cara.

  26. vera santos disse:

    sim... gostei obrigado.

  27. thales disse:

    vc esqueceu da contração: 'till, que vem do until.

  28. thales disse:

    tá legal que alguns rappers falam palavrões e tal... mas nada se compara ao que funkeiros dizem em suas músicas... mas eu não tô nem aí, não curto os dois rítmos.

  29. Rafael Oliveira disse:

    sobre o começo da postagem quando vc falou dakelas musicas...ainda bem que eu escuto J-Rock,J-Pop e K-Pop e sempre verifico a letra das musicas

  30. Josh disse:

    Generalizou. Não são todos os Raps que falam o que foi escrito ai em cima. Conheçam BEM antes de criticar. Moro em Nova Iorque e ouço muitos Raps que falam da vida e de muitas outras coisas interessantes para se pensar. Se não conhece um determinado assunto não julgue e nem generalize.
    Parabéns pelas palavras e traduções, ficaram ótimas tirando o comentário ridículo sobre o Rap.

  31. denilson disse:

    Se quiser descobrir [o lixo cantado por esses rappers], confira a tradução de algumas músicas que tocavam direto nas rádios,

    Por isso, é interessante conhecer a letra daquela música que você vive ouvindo quase todo dia. O objetivo deste artigo [não é criticar estilos musicais], mas mostrar que devemos estar mais atentos ao que ouvimos, pela análise da letra. A seguir, vamos mostrar expressões comuns, contrações e palavrões em inglês, principalmente em letras de raps, porque são bastante comuns da fala do dia-a-dia.

    eu não chamo as musicas dos outros de lixo. mas acho que se você não gosta de palavrão e os temas das musicas. não é para sai falando essas asneiras. tem muita musica que não gosto e não transformo num drama e saio espalhando coisas terríveis sobre o musico. o cara tem o trabalho pra fazer a musica e agente não dá valor ao artista e ainda sair transformando ele num ser diabólico.

    • Young Nigga disse:

      mano.ao menos o som que vooc chama de lixo tem conteudo,fala da vida que nos negros tinhamos,e da que tem os agora.fala do racismo,a p*rra do racismo,ta pensando que eh facil ser rejeitado por ser negro? engano teu.
      escuto e sei oque escuto,melhor dooq mtas outras coisas.melhor que matar,roubar.

  32. Gleydson disse:

    Come on guy, I learned so much!
    Thnx for it.

  33. francis Q disse:

    gostei deste postal, acho que deveriamos estar consciencializados disto, acho que estas musicas de estilo rap é muito fixe, mas há que ter muita atencçao nos palvroes e ofensas, apesar de tudo amei, adorei as dicas e ja sei distinguir agora quando é que asneiras quando é que é palvrao ou algo assim parecido, e atraves desta informaçao vou fazer passar ja a minha staff estudantil de engles .

  34. tany disse:

    gostei demais das dicas explicacoes e bom saber essas girias expressoes para se saber o que devemos falar e o que nao devemos e nem se deixar ofender pra se compreender se estao falando mal da gente pra nao se esta com cara de bobo pra nenhum gringo metido a querer tirar onda com a nossa cara . valeu !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  35. Fernando disse:

    Xibata de touro !!! Finalmente tenho a oportunidade de sair da FORMALIDADE do inglês CLÁSSICO de cursos convencionais e "aprender" o que os cursos NÃO ENSINAM.... heheheheheheheheheheehehe ....Muito bom!!!!!

  36. Nimaneves disse:

    Informações inteligentes, objetivas e esclarecedoras. Mesmo que estudasse o Inglês convencional por um século,conseguiria conhecer este outro lado da língua. Parabens. Foi de excelente utilidade.

  37. Risobertto Silva disse:

    It's great, thanks.

  38. Aline disse:

    Eu tenho uma dúvida... quando assisto a séries, sempre escuto os atores dizendo algo que tem o som de "Come on" e a tradução na legenda fica como a gíria brasileira "Qual é!". Gostaria de saber se é isso mesmo, ou ele não dizem "Come on" e sim outra coisa? Obg

  39. Luize disse:

    Adorei o post , me ajudou mt a aperfeiçoar meu ingles no qual estou fazendo um curso :)
    Tbm escuto varias musicas internacionais e realmente alguns rappers sao piores qe mts funkeiros por ai ..
    Well , see you later guys . Bye ;D

  40. JUAN disse:

    muito bom ,falto algumas como dope,banger,nice beat,

  41. Pulga disse:

    Concordo que muita gente gosta de musica gringas q nem sabem o que falam.

    mais descordo com a ofença generalizada com o hip-hop ou rap
    quando fala no hip-hop ofende tbm dj, grafiteiros , Mc(organizadores da cultura -mestre de cerimonia)e dançarinos de breaking)

    assim como todo estilo ou pensamento tem coisas boas é ruin

    não pode ser generalizado como um todo

    sua critica tinha que ser construtiva
    deveria dizer
    pra buscarmos o conteudo das letras
    a ideia que eles passam

    não simples mente julgar

    por que tem muitos rapers tentando passar a ideia correta com Comon e muitos outros.

    temos conhecer tudo em geral
    não julque o que pouco sabe

    MAIS TENDE SIMPLISMENTE ABRIR OS OLHOS E CONTRUIR MENTES QUE PESQUISEM E EXPLORE AS MUSICAS EM GERAL

    AGRADECIDO MESMU ASSIM

    PEACE

    • Não fiz nenhuma crítica destrutiva. O texto tem dois objetivos: mostrar algumas expressões informais do inglês americano e fazer as pessoas pesquisarem sobre a letra antes de ouvir e, então, entenderem que, em certos casos, um hip-hop em inglês tem a letra semelhante a um dos funks com apologias às drogas, brigas, etc.

      • Young Nigga disse:

        O rap nao se parece em NADA co funk.Funk é musica de quem tem falta de sexo.
        Rap conta historias de vida.
        Me diz um funkero que tomo 9 tiros e hooje conta a historia dando risada?

  42. Yasmin disse:

    Oii, eu já ouvi falar em uma gíria que é Vas Happenin ..
    Isso significa '' O que tá rolando '' ??

    • É isso mesmo. Uma gíria para "what's happening", ou seja, "o que tá acontecendo", "o que tá pegando".

    • Maria Eduarda disse:

      giria de directioner hehe ... significa "o que está havendo" , "o que está rolando" e etc...

  43. Alex mendonça disse:

    Muito legal cara, adorei mesmo. Só para ressaltar, não pude ler todos os comentários (se por acaso alguém tenha já comentado) mas tanto o CHA quanto o CHO são de raízes asiáticas. Na verdade, os japoneses não conseguiam e até hoje pouco conseguem reproduzir uma pronúncia americana com verosimilidade portanto saía assim sua pronúncia para as palavras terminadas com T e portanto precedendo YOU.
    Abraços

  44. Mariana Sartori disse:

    A primeira frase do "Hadda" não se encaixa. Porque se usa "If she had gone there.." e não "if she had a/to gone there".
    Está gramaticamente incorreto.

  45. Marina disse:

    Gostaria de saber o significado dessas expressões
    "alive and kicking"
    "apple-polisher"
    "bigwing"
    "face the music"
    "keep your shirt"
    "the last straw"

    • Alessandro disse:

      Apple-Polisher significa puxa-saco. Qnt aos outros gostaria de saber tb...

  46. Alessandro disse:

    Nunca postei nada xingando ninguém em lugar nenhum, mas lixo é o que tu postasse, lixo são todas essas tuas traduções "m o t h e r f u c k e r" olha aquilo, mas tchau mano, rap e reggae, isso sim é cultura

  47. Van disse:

    Nos casos que aparece N' ente as palavras (geralmente o N está em letra maiúscula) como devo interpretar? In ou and?

  48. Bruce Hershey disse:

    Valeu ao post,muito bom.
    Muitas vezes nem imaginamos a quantidade de palavrões que estamos cantando,e me ajudou ainda mais devido ao curso.

    - Bom,eu acho que não tem nada com o que comparar os gringos com os brasileiros,eles podem falar o palavrão que for,mas ele são humildes e ajudam os demais e no mais é a vida deles,aqui no brasil é esses funks que não tem letra nenhuma e é só uma p*taria sem nexo,eles tem letras sim com palavrões,mas não fica só no ''esfrega esfrega'' e pacto com o diabo ? me poupe,mas será que o cara precisa ser ''certinho'' para ser de Deus ? não,né. os pastores pagam de certinhos,mas tiram dinheiro das pessoas,esses artistas pelo menos ajudam os necessitados,não precisam ter esse dever,alias não são ong's,mas eles ajudam.

  49. guilherme disse:

    cara muito legal gostei muito !

  50. tatiane disse:

    muito bom

  51. Thiago ferrari disse:

    Very nice post man! congratulations.

  52. Maria disse:

    Muito bom!

  53. Lucas disse:

    Ouço todos esses rappers americanos e odeio funk. Pois rap não é uma apologia a nada, apenas falam da própria vida e de alguém. Fora que os ritmos são muito melhores, muitooo mesmo. Além de terem o jogo de palavras, frases inteligentes, filosofias. No funk é só, vai sentando, vai sentando e pronto,

  54. CHRISTIAN DE JESUS AMADO disse:

    I have learned so much.Many of these things I heard yet but had no idea of what it was.Thnx for it.help´s increase much much much more in the English!

  55. Lucas disse:

    Gostei muito. Tirei algumas dúvidas rs

  56. jackson frança disse:

    Tnx guyz...Ev'rything was there I'd know.but always good remember right,

  57. Thay disse:

    E o que é p***se ,, sei que referido ao orgao sexual masculino ,, mas qual é a palavra em inglês ? Heeelp me.

  58. jm disse:

    faltou whatarrel !!!

  59. Young Nigga disse:

    hey..a porcaria da traduçao das 3 musicas ta uma SHIT ! SHIT MESMO !

  60. Maikola disse:

    Eu acho q nos raps americanos, a letra é muito maior e abrangente, do q a dos funks daqui são mais bem pensadas, os caras não ficam repetindo a mesma coisa o hit inteiro, e tbm cada música tem uma batida diferente, não é igual os funks daqui que a batida é só dudum tcha tcha tudum tcha.

  61. Doida disse:

    que doiiiido hem

  62. Doida disse:

    keep calm and eat sorvete

  63. Annonimous disse:

    Tem uma música do Wiz Khalifa que tem uma frase assim: ...mo money, mo problems... esse "mo" significa "meu"?
    Obs: A música se chama "Paperbond"

Comentários encerrados