Os erros de português mais comuns na Internet

Publicado em 05/04/2011 por Gabriel Santos

Erros de português da internetÉ impressionante a quantidade de erros de português presentes ao longo das páginas da web. Uma parte pode ser até justificável por causa da pressa na hora da digitação, mas outros casos são imperdoáveis. Há erros que são tão comuns, que acabam confundindo mais pessoas, gerando um círculo vicioso de deslizes na gramática.

Basta fazer uma busca no Yahoo! Respostas para notar a presença de dezenas de frases quase indecifráveis. A deficiência na escrita é causada pela perda excessiva de tempo com atividades online desnecessárias, que poderiam ser substituídas pela leitura de revistas e jornais, direto da própria web.

Para evitar constrangimento na hora de apresentar um texto a alguém, lembre-se sempre de consultar um dicionário atualizado. Não faça como muitos que tentam tirar suas dúvidas de ortografia por meio das sugestões de pesquisa do Google. Se for digitar um texto informal para ser publicado online, são aceitáveis algumas abreviações, mas sem distorções na escrita.

A seguir, uma lista com erros de português absurdamente comuns em comentários de blogs, fóruns, grupos de discussão, e presentes até mesmo em sites considerados respeitáveis:

 

concerteza

O certo é "com certeza".  É incrível como as pessoas insistem em escrever "concerteza", tudo junto. São duas palavras, formando uma expressão que significa "sem dúvidas", "certamente", "é claro", "é lógico".

Ex.: Com certeza estarei lá.

 

 

agente

dúvida na digitação

O certo é "a gente". Quando possui função de pronome, substituindo de modo informal a palavra "nós", o certo é escrever as palavras separadamente. Lembrando que a conjugação do verbo é na 3ª pessoa do singular.

Ex.: A gente gosta de cantar.

 

 

excessão

O certo é "exceção". A palavra "excessão", apesar de bastante difundida por aí, não existe.

Ex.: Você é a única exceção.

 

 

botão ajudaà partir, apartir

O certo é "a partir", pois não se usa crase antes de verbo. E são duas palavras.

Ex.: A partir de amanhã serão iniciadas as novas atividades.

 

 

nada haver

O certo é "nada a ver", dando a ideia de nada semelhante, nada parecido, sem fatos em comum.

Ex.: Aquele livro não tem nada a ver comigo.

 

 

derrepente

O certo é "de repente". São duas palavras, significando "inesperadamente", "de forma brusca", "do nada".

Ex.: De repente, uma luz surgiu no fim do corredor.

 

 

ás vezes

O certo é "às vezes", com acento grave e não acento agudo. Significa "de vez em quando", "de tempos em tempos", "periodicamente".

Ex.: Às vezes eu perco minhas chaves.

 

 

quiz

Em se tratando do verbo querer, o certo é "quis". Não só na Internet, mas também em muitas placas nas ruas, vemos escrito "quiz".

Ex.: Sempre quis ir a Paris.

 

 

por causa que

Escreva simplesmente "porque", quando for relatar uma causa.

Ex.: O cidadão levou um tiro porque reagiu ao assalto.

 

 

porisso

O certo é "por isso". Trata-se de mais um caso em que muita gente resolve aglutinar duas palavras. Preguiça de digitar um espaço?

Ex.: É por isso que as pessoas estão nervosas.

 

 

mais

No sentido de "porém", o certo é escrever "mas". A palavra com "i" dá a ideia de adição.

Ex.: Estou cansado, mas vou estudar ainda mais.

 

 

bastante pessoas

O certo é "bastantes pessoas". Isso ocorre quando "bastante" não for advérbio, tiver função adjetiva, ou seja, quando puder ser substituído por "muitos" ou "muitas". Parece um pouco estranho, mas essa é a forma correta.

Ex.: Bastantes livros têm sido doados.

 

 

encontrarão

Quando o verbo for conjugado na terceira pessoa do plural do pretérito do indicativo, o certo é "encontraram". A forma com -ão ocorre apenas no futuro.

Ex.: Elas encontraram cinquenta reais em frente à loja.

 

 

se eu ver...

O correto é "seu eu vir", quando a frase contém o verbo "ver", embora pareça um pouco estranho. Caso o verbo seja "vir", a frase com o verbo conjugado no futuro do subjuntivo é "se eu vier".

Ex.: Só estarei contente assim que eu vir os resultados.

 

 

duzentas gramas

Em se tratando de pesos e medidas, a forma correta é "duzentos gramas", uma vez que o substantivo "grama", nesse contexto, é do gênero masculino.

Ex.: Vou comprar trezentos gramas de presunto.

 

 

asterístico

O certo é "asterisco". É o símbolo "*".

Ex.: Algumas pessoas dizem estrela em vez de asterisco.

 

 

meio-dia e meio

O certo é "meio-dia e meia [hora]".

Ex.: É meio-dia e meia agora.

 

 

menas

O certo é "menos". Trata-se de um advérbio de intensidade, portanto é invariável.

Ex.: Por favor, coloque menos água no copo.


 

 

Dica

ideia para escrever certoNão pense que a Internet nos dá a liberdade de escrevermos como quisermos. Tente evitar ao máximo palavras em português escritas de forma inadequada para que não seja prejudicado na hora de mostrar seu potencial em provas e exames.

Para facilitar a vida sem sair da frente do computador, baixe um corretor ortográfico para o seu navegador, como o VERO, que está atualizado de acordo com a Reforma da Ortografia, e está disponível para o Firefox e BrOffice.

 

62 comentários até o momento.

  1. Braga_Boy disse:

    Legal, muito bacana mesmo.

    • sergio disse:

      Como já disse Chico Buarque, meu caro amigo.
      O que vc apresentou são erros ortográficos ou erros gramaticais.
      O erro de português é quando, a Maria saiu com o Joaquim e pensou que fosse o Manuel. k k k k k k k k k k k k k.

  2. Alexandre Gomes disse:

    Então,

    Quando escreveste falando do "às vezes", crase é o som duplicado do "a" (no caso ficaria "aa"). O acento citado chama-se acento grave.

    Abraço e felicidades a todos!

    • Obrigado, Alexandre. O erro já foi corrigido.

      Abraços.

    • dani disse:

      nao existe escreveste, colega. para 2a pessoa do singular o certo e escrevestes. so um toque, ja que estamos falando em portugues correto.

      • Hector disse:

        Dani, a flexão verbal que vc aponta como correta caberia apenas na 2ª pessoa do plural - vós escrevestes. Penso que dificilmente Alexandre Gomes utilizaria essa forma de tratamento. Talvez ele seja gaúcho e utilize a 2ª pessoa do singular (tu) escreveste, o que é mais provável. Então ele está corretíssimo.

      • Joanna disse:

        Ah, então "não existe" a palavra escreveste, dona Dani?
        Por favor, volte para a segunda série do Ensino Fundamental e lá a professora explica de novo, certo? Eu escrevi, tu escreveste, ele escreveu, nós escrevemos, vós escrevestes, eles escreveram. Simples assim. Ainda quer dar uma de intelectual corrigindo o que o colega escreveu...Vergonha alheia.

      • ernesto disse:

        desculpa, porém, discordo completamente de você!
        o correto é TU ESCREVESTE e nao tu escrestes
        .

  3. Hector disse:

    Se vc permite, chamo sua atenção para um erro igualmente comum cometido pelos blogueiros, que é a frequente troca da letra L pelo U. Isso ocorre principalmente nos vocábulos MAL e MAU, embora não se restrinja a esses exemplos. Creio que vc não ficará surpreso ao se deparar com um MAU INTENCIONADO ou um MAL CARÁTER. Observe que os blogueiros são extremamente sensíveis e geralmente sentem-se ofendidos se lhes apontamos os equívocos.
    Abraço!

    • Mais um erro para a nossa lista. De fato, muita gente se ofende quando apontamos um deslize no português. Mas aqui, se você encontrar algum erro, é só avisar que eu corrijo assim que puder. Abraços e obrigado pela visita!

  4. Lucas disse:

    Isso realmente é um assunto legal! rs
    Gostei das dicas, eu estava precisando.

  5. Thyago disse:

    Obrigado, eu confundia apenas o "meia".

  6. José Antônio disse:

    Parece que faltou o "Com migo" outro erro feio pra caramba. Adorei o post.
    Abraçs.

  7. jader disse:

    Faltou o "mim liga". É terrível!!
    " A gente se divertimos"! aaii...
    "SE voce vinhé mim liga"!

  8. Victor Matheus disse:

    Faltou aquele bem popular. "fasem" e "felisidade" e o "vose".

  9. d.d disse:

    Alguém ja ouviu falar de Ferdinand Saussure??

  10. d.d disse:

    Amigo poste uma aula sobre ortografia, já que se preocupa tanto com os erros de portugues, vamos ajudar então? Seria melhor do que dizer que há erros imperdoáveis, esse blog pode ser bem mais influente e construtivo se postar aulas;
    Ex: Principais usos do S e do Z, Uso do G e J, X e ch, -são, -ção, -ssão, emprego do hífen, homônimos e parônimos, emprego dos porquês, etc. O que acha ? Seria interessante!
    É muito bacana ver que tem pessoas como voce que se preocupa com esse tipo de situação, poste mais assuntos a respeito, questione, atente o público para esse contexto, isso sem dúvidas vai quebrando aos poucos a deficiência da escrita, que é tao importante quanto a fala!! Abraços!

  11. Framk disse:

    Senti falta do "seje".

  12. Rick disse:

    Faltou também os que insistem em colocar Ç em esquece.

  13. Mari ! disse:

    ... COM CERTEZA... faltou o 'samos' :o

  14. Mari disse:

    Oi..
    Acho que faltou também o "eu vou ir"

    ;)

    Beijos

  15. Camara disse:

    Faltou o sempre tão corriqueiro "simplismente".

  16. Andréa Maciel disse:

    Faltou o "menas" ....Abraço!

  17. PAULO SERGIO LOPES SANCHES disse:

    Funcionária afirma que o termo "ELE NÃO HAVIA CHEGO" existe, e eu digo que não existe. Por favor me deem amparo na lingua e concordância. Obrigado.

    • O certo é "Ele não havia/tinha chegado". Um erro também cometido por muitas pessoas é "tinha trago". O correto é "tinha trazido".

      Abraços.

      • Luiza disse:

        pior ainda é "tinha falo"
        toda vez faço piada
        qndo é mulher digo, é mesmo? vc é trans?
        e qndo é homem digo, coitado agora vc é eunuco?
        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  18. Monique disse:

    Tenho visto muitos desses erros em diversas situações, o "nada haver" e o uso incorreto do "mais e mas" são os mais frequentes e me irritam profundamente, mas é antiético corrigir as pessoas, por isso eu apenas ignoro.
    Eu tenho o mal hábito de corrigir as pessoas e isso é realmente irritante, sem contar que ninguém gosta de ser corrigido, por isso eu estou procurando um meio de parar.
    Eu tenho que admitir que eu já cometi alguns desses erros, como asterístico ás vezes.
    Parabéns pela matéria, realmente útil. Finalmente algo construtivo na internet

  19. Magnolia d avila Melo disse:

    A minha opinião é identica a de Monique acima.Parabéns!!!

  20. elison disse:

    outro que eu já algumas vezes, "lidar" escrito como "lhe dar"

  21. margot.pais@gmail.com disse:

    Infelizmente o cidadão brasileiro quando se lembra de escrever é uma autentica aberração,não são todos,mas são quase todos.Eu sou português e residi no maravilhoso Brasil quase 4o anos. Quando regressei a Portugal tive de frequentar uma escola nocturna porque eu estava completamente burro a falar e a escrever. É uma pena que sendo um povo tão simpático não goste de aprimorar a sua língua mãe !!!!!!!!

    • Naide disse:

      aahhhhhhaaaaaahhhhh é pra rir ou pra chorar, sou brasileira e moro em Portugal há 8 anos, ouço tantos erros de português de arrepiar, ex: mais pequeno, amo-te a ti, eu gostava no sentido de eu gostaria, nooosssa são tantos, o certo foi que nós aprimoramos o português meu caro. Passar bem...

      • Mauricio disse:

        Naide, tb sou brasileiro, mas nao poderia discordar mais dos seus exemplos. Uma coisa e' a diferenca do que seja correto na norma culta portuguesa e na norma culta brasileira; outra e' que, nem na norma culta brasileira os brasileiros conseguem falar direito. Em norma culta lusitana, nao ha' nenhum mal em dizer "mais pequeno" e "eu gostava" - e, para falar a verdade, eu gostaria de saber a explicacao tecnica do porque nos e' ensinado que dizer "mais pequeno" e' errado, dado que a mesma frase e' empregada em frances, italiano e espanhol mas nao em ingles que, por sinal, nao e' nem lingua latina. Agora, falantes cultos e endinheirados em Porto Alegre em uma recepcao formal poderao assassinar a norma culta brasileira ao perguntar "Quando e' que tu PODE andar de Ferrari com a janela no Brasil?" ou um paulistano igualmente endinheirado em igual evento pode oferecer o seguinte favor "Voce quer que eu FALO com a dona da casa por voce?".

        Agora, como eu nao moro em Portugal, confesso que nao conheco quais os erros gramaticais mais comuns no falar lusitano. Se voce tiver outros exemplos, por favor, ilustre-nos. Estes que voce enumerou nao parecem ser de fato assassinatos da norma culta portuguesa.

  22. margot.pais@gmail.com disse:

    Então se todos os comentários são lidos e precisam de aprovação antes de serem publicados porque razão deixam passar tanto erro ortográfico ? Afinal a internete é para desaprender !? Porque da maneira que está a pessoa ficarra analfabeta ao lidar com a internete !

  23. Anna disse:

    Muita gente escreve encomoda.. isso me incomoda bastante! hehehe

    Muito legal o post, a idéia é bastante válida, retrucando um comentário anterior... blogs que oferecem aula de português estão aos montes por ai!

    Até mais!

  24. Érica disse:

    Gostei de tudo porque tenho dificuldade para escrever ! Muito obrigada!!!

  25. Hellen disse:

    Poxa muito LEGAL parabens Gostei muito!! Tem variedades de coisas, e são coisas interesantes! Legal!!

  26. Rafaely souza disse:

    erros de português e comun encontrar por ai mas isso ai ja e de ++++++ né!!!!!!!!!!!!

  27. Cassia disse:

    Gostei muito, Gabriel santos. Não sou uma pessoa excelente em português mas procuro me corrigir sempre. A coisa que mais me irrita em alguém é ouvi-la dizer: "Este livro é pra mim estudar", ao invés de: "este livro é para eu estudar. Quando percebo já corrigi.

  28. Carol disse:

    Você esqueceu também o não uso do Infinitivo ( ele quer joga' bola) e também o uso incorreto do mesmo.
    Já vi pessoas escreverem algo como :"Nós não precisar disso", "Porque eles não saber daquilo". E também o uso do mim:
    "mim não sabe" , "vocês acham que mim" e etc...

  29. Raquel disse:

    Gostei!

  30. Ronil disse:

    Ótimo, continuem assim, ajudando muita gente que escreve errado.

  31. Fernando disse:

    Não sei se é a educação no Brasil que vai mal, mas o português da internet está horrível. A vírgula parece que está em extinção. Não precisa ser perfeito, pois nem todos são professores de português. Mas que pelo menos dê pra entender o que as pessoas escrevem.

  32. Telma disse:

    sou leiga em varios assunto, mas se alguem me corrijir nao acharia ruim, pois estaria aprendendo

  33. Natalie disse:

    Tem um que é clássico: "SE" (condição) por "CÊ" (você)

  34. Júlio Paixão, seu tio-avô. disse:

    Bastante no singular é advérbio (que modifica um verbo, um adjetivo ou um outro advérbio). Como em "estudei bastante" (modificando o verbo "estudar"), "ele é bastante eficiente" (modificando o adjetivo "eficiente"), "ele é bastante bem informado sobre política" (modificando o advérbio "bem").

  35. Júlio Paixão, seu tio-avô. disse:

    A propósito:
    A aluna fala para a professora:
    - Fessora, hoje tem menas gente que ontem, né?
    A professora indignada;
    - Já ensinei quantas vezes, sia inguinorante! Não é menas, é menos, que menos é divérbo e divérbio não vareia!

  36. Júlio Paixão disse:

    Talvez o erro mais comum é escrever "afim" em vez de "a fim". Claro, afim também existe, mais comuim no plural Ex.: "O flúor e o cloro são substâncias afins".
    Mas é muitíssimo usada a expressão "afim" por "a fim". Ex.: "Estou a fim de fazer a tal prova. Estou disposto a fazê-la".

  37. Raquel Melo disse:

    o importante é procurar corrigir primeiramente nossos próprios erros para só então tentar auxiliar amigos, ou familiares.
    Estou prestes a concluir o ensino médio, esse ano irei fazer provas de vestibular por isso resolvi dar uma olhada em dicas que possam me ajudar a elaborar uma boa redação!! o material deste site me ajudou tirar duvidas que eu tinha em relação a escrita correta!! :)

  38. rety disse:

    NEOLOGISMO, JÁ OUVIU FALAR?

Leia antes de enviar um comentário
  • Não xingue. Você não precisa dizer palavrões para se expressar.
  • Procure escrever de maneira clara para que todos possam entendê-lo.
  • Não escreva tudo em maiúsculo.
  • Não mencione links no seu comentário.
  • Nada de spam. Nada de propagandas.
  • Antes de perguntar, verifique se sua dúvida já foi respondida.
  • Deixe elogios, críticas, dúvidas ou sugestões. Fique à vontade!

Envie seu comentário